quinta-feira, 17 de novembro de 2016

O TEMPERAMENTO REVELADO PELO MAPA NATAL




Através do Mapa Natal é possível ter revelações sobre as tendências de temperamento e saúde?  

O filósofo Empédocles e o médico Hipócrates são considerados os percursores  do estudo da teoria dos quatro elementos:terra, fogo, ar e água e sua relação com os temperamentos e a saúde. Não se pode descartar, que ambos desenvolveram este conhecimento por meio do estudo da astrologia já que no passado, e bota passado nesta história , todo bom médico dominava o conhecimento da astrologia e do tratamento com as ervas.  O fato é que o tema é bem interessante.
Nascido em Aeragas, na Magna Grécia (atual Sicília, Itália), no ano de 490 a.C., Empédocles teve um papel preponderante na política defendendo o sistema democrático e ajudando os menos favorecidos.
Ainda que não tenha feito parte de nenhuma escola filosófica, Empédocles se aproximou da Escola Jônica, a primeira escola filosófica grega.
No entanto, ele difere dos primeiros filósofos os quais tentavam compreender a natureza elegendo somente um elemento primordial.
Ou seja, para Empédocles, a origem do universo somente poderia ser explica pela união de vários elementos.
Assim, segundo ele, os elementos primordiais e indestrutíveis que geram todas as coisas são o fogo, a água, o ar e a terra.
Na teoria do filósofo cunhado de “Teoria dos Quatro Elementos”, esses elementos seriam misturados de acordo com dois princípios universais opostos: o amor (philia), que leva a harmonização; e o ódio (nekos), associado com a separação.
Assim, o amor seria responsável pela força de atração, enquanto o ódio, pela força de repulsão. Essas duas forças cíclicas, antagônicas e cósmicas geradas pelos dois princípios revelariam toda a realidade e as coisas existentes no mundo.

Não há registros que Empédocles tenha sido um estudioso da astrologia, o que há são especulações.

Uma das formas de análise mais tradicional do Mapa Natal dá-se através do estudo da importância destes mesmos elementos que segundo a tradição fazem parte da nossa consciência, essência e constituição temperamental.

O elemento fogo ( temperamento bilioso ou colérico): Áries, Leão e Sagitário;
O elemento terra ( temperamento nervoso ou melancólico): Touro, Virgem e Capricórnio;
O elemento ar ( temperamento sanguíneo): Gêmeos, Libra e Aquário;
O elemento água ( temperamento linfático ou fleumático ): Câncer, Escorpião e Peixes.

Estes elementos segundo a astrologia influenciam no nosso padrão de comportamento;

O elemento fogo é associado à intuição: o saber ou deduzir inconscientemente  de onde vem o objeto percebido ou como ele evoluirá mais adiante.
O elemento terra é associado à sensação: perceber o objeto como tal e ver como se apresenta: por exemplo: duro, áspero, quente, fio e etc.
O elemento ar é associado ao pensamento: perguntar o que é realmente o objeto percebido e como ele pode ser incorporado da referência existente.
O elemento água é associado ao sentimento; experimentar o que o objeto percebido desperta na forma de desejo ou aversão e consequentemente, aceita-lo ou não. Por exemplo, o que estou vendo é agradável ou não, é satisfatório ou não.

Hipócrates, 460 a.C. médico considerado como “ Pai da Medicina” classificava os seus pacientes em quatro tipos:  sanguíneo, fleumático (linfático), colérico ( bilioso) e melancólico ( nervoso) . Cada um dos quais apresentava uma hipertrofia ou desenvolvimento excessivo de um sistema ou função.  Para Hipócrates nossos estados fisiológicos estão estreitamente relacionados com o comportamento. Este estudo  tornou-se conhecido como a teoria humoral, baseando-se nos fluídos do nosso organismo.  Sangue, bílis e fleugma ( catarro).

A renomada astróloga Huguette Hirsing, no seu livro Astrologia Médica, A saúde e a doença reveladas no mapa natal- Editora Agora. Ensina através de cálculo como fazer o diagnóstico do nosso temperamento.
Geralmente os programas mais modernos de astrologia já informam estas pontuações.


Pontos / Planetas no mapa
Pontuação
Ascendente
4
Sol
3
Lua
3
Mercúrio
2
Vênus
2
Marte
2
Júpiter
2
Saturno
2
Urano
1
Netuno
1
Plutão
1

O cálculo do temperamento se faz somando os pontos segundo os signos zodiacais nos quais se encontram os planetas.
Simplificando: de posse do seu mapa natal, você deverá anotar:

Quais planetas estão no signo de: fogo, terra, ar e água.

Exemplo:

Planetas Nos Signos de:
Planetas e pontos equivalentes
Signos de fogo
Netuno-1;
Signos de terra
Sol-3,Vênus-2, Ascendente-4 = 9
Signos de ar
Lua-3,Saturno-2, Júpiter-2, Mercúrio-2 = 9
Signos de água
Marte-2, Plutão-1, Urano-1= 4


Neste exemplo a predominância  da maior soma de pontos está no signos de terra ( temperamento nervoso) e no signos de ar ( temperamento sanguíneo);  neste exemplo informa que o nativo tem o temperamento nervoso-sanguíneo.

A combinação Fogo-AR ( bilioso- sanguíneo): tendência ser mais hiperativo, expõe a febres e problemas congestivos. Há tendência para estafar, a queimar mais calorias e se desgastar mais rápido.
A combinação Fogo- Terra ( bilioso-nervoso): tendência  a ter um natureza ativa e perseverante mas frequentemente inquieta, que terá portanto a necessidade de funcionar normalmente com hábitos alimentares fixos e regulares. Existe a necessidade de sentir amado e apreciado, sem o que haverá um ressentimento afetivo que se refletirá no físico.
A combinação Fogo- Água ( bilioso – linfático): tendência a uma forma de alternância entre a hiperatividade e indolência. Dito  de outro modo, começam-se coisas que nunca são terminadas! Todo o sistema linfático, o fígado, a vesícula e o pâncreas ficarão expostos a problemas digestórios.
A combinação Terra- AR ( nervoso- sanguíneo ):  não predispõe a esta mesma moleza: termina-se bem o que se começa, mas à custa de um trabalho sob tensão e em estado de crispação. As consequências são nervosismo, alterações gastrointestinais, e vias respiratórias caso não se tenha o cuidado de aprender a relaxar.
A combinação Ar- Água ( sanguíneo – linfático) ocasionará uma alternância entre as reações vivas e rápidas e uma grande apatia. O individuo se cansa rápido, mas também se recupera rápido.
A combinação Terra- Água ( nervoso- linfático) indica um indivíduo  que trabalha sob tensão nervosa, frequentemente encrespado, mas que sabe relaxar: entrega-se inteiramente ao que faz, tanto no trabalho quanto no repouso. Imaginativo,  e geralmente confunde a sua excessiva inquietação com problemas reais de saúde.

Carência de elementos (planetas):

Tanto o excesso, a falta de planetas em um elemento predispõe a certos males:

Carência de planetas nos signos de fogo: dificuldades, lentidão do funcionamento da vesícula biliar e do fígado.

Carência de planetas nos signos de terra:  falta de resistência nervosa, grande propensão à fadiga.

Carência de planetas nos signos de ar: tendência a problemas respiratórios ( prevenir) atenção para problemas circulatórios.

Carência de planetas nos signos de água:  predispõe a insônia e tendências para agitações, deve aprender a relaxar mais.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

O HOMEM COMO SER DUAL


Dualismo é um conceito religioso e filosófico que admite a coexistência de dois princípios necessários, de duas posições ou de duas realidades contrárias entre si, como o espírito e matériao corpo e a almao bem e o mal, e que estejam um e outro em eterno conflito.
São por excelência doutrinas dualistas aquelas que tentam explicar metafisicamente o universo através de dois princípios irredutíveis entre si.
O dualismo distinguiu-se do monismo, particularmente no século XVIII porque os filósofos monistas defendiam a existência de apenas uma substância, uma única realidade: matéria ou espírito. Os filósofos materialistas não admitem a existência do lado espiritual, da alma.

Descartes terá sido o primeiro filósofo a expor a existências de duas diferentes espécies de substâncias, espiritual (o espírito) e material (o corpo), com o cérebro estabelecendo ligação entre elas.

A dualidade na Astrologia:

O conceito filosófico da coexistência também está presente no conhecimento da astrologia. Os doze signos são analisados em dois grupos duais: positivo/negativo e masculino/ feminino. O último grupo não se refere ao gênero sexual frisam os astrólogos contemporâneos.  Tanto os nascidos no corpo físico de homem ou mulher, ambos possuem dentro de si, a dualidade do yin/yang, o ativo/ passivo, positivo/ negativo vibram em toda a nossa essência. Na mandala astrológica, no Mapa Natal, o signos são alternadamente , positivo e negativos, e tendo os signos opostos a mesma polaridade.

Signos de  polaridade positiva:  

Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário;    

Signos polaridade negativa:  

Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes.         

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

MEDITANDO COM AS DOZE VIRTUDES ZODIACAIS


A palavra “ virtude ” se origina do latim, que também é sinônimo de “potência” e significa força. No caminho do desenvolvimento, as chamadas “doze virtudes” estão incluídas nos ensinamentos esotéricos que podem ser praticados a cada mês do ano, acompanhando, portanto  o signo correspondente. Estes exercícios foram recomendados por Helena Blavatsky  e Rudolf Steiner conferiu ao estudo complementações.
Estudiosos recomendam a prática da meditação e reflexão  , trabalhando com  duas virtudes a cada mês. A reflexão e meditação irá despertar a consciência para  sintonia com padrões de energias  mais elevadas  e transformadora.

Período
Signo do zodíaco
Virtude
Virtude
22/03 a 21/04
Áries
      Devoção
Renúncia
22/04 a 21/05
Touro
Equanimidade
Progresso
22/05 a 21/06
Gêmeos
Perseverança
Fidelidade
22/06 a 21/07
Câncer
Altruísmo
Purificação
22/07 a 21/08
Leão
Compaixão
Liberdade
22/08 a 21/09
Virgem
Polidez
Cortesia
22/09 a 21/10
Libra
Satisfação
Serenidade
22/10 a 21/11
Escorpião
Paciência
Cognição
22/11 a 21/12
Sagitário
Controle da fala
Do pensamento
22/12 a 21/01
Capricórnio
Coragem
Redenção
22/01 a 21/02
Aquário
Discrição
Força meditativa
22/02 a 21/03
Peixes
Magnanimidade
 Grandeza do amor

Aqui irei contextualizar apenas algumas virtudes:
Segundo Rudolf Steiner, a falta de interesse, a admiração e a devoção  das pessoas  no mundo de hoje poderá se transformar em doenças para estas pessoas  em suas reencarnações posteriores.   Praticando a devoção, o agradecimento por tudo que nos acontece  aprende-se o valor agregado da renúncia.  No mundo materialista de hoje, o que significa sabermos renunciar a algo que talvez  tanto almejemos? Significa desistir desse algo com calma e sem rancor, raiva ou amargura.
A equanimidade ou equilíbrio interno poderá ser exercitado no plano do pensar, no sentido de aprendermos a pensar livres de preconceitos. Preconceitos, criam resistência para o progresso.
A persistência, a perseverança  são virtudes essenciais quando desejamos alcançar novos conhecimentos ou objetivos pessoais. 
O altruísmo significa volta-se para o outro ( lat. Alter ) Liberta-se do egoísmo e quando passamos a exercitar nas nossas relações pessoais o altruísmo e intensificamo-los, chegamos à compaixão; com-paixão sofrer junto com outro.

Hoje em dia muitos jovens rejeitam a polidez. O resultado é a grosseria que provém sempre de um sentido de superioridade intelectual e física em relação ao outro.  Boa parte das  pessoas hoje em dia  rejeitam a virtude da polidez, e  está tem sido a causa para muitos dos conflitos sociais. Falta de polidez, se traduz em falta de sensibilidade com outro, de ser mais empático.
Satisfação e serenidade.  Segundo os estudos de Rudolf Steiner, quando aceitamos o nosso destino, chegamos à satisfação interior.  Um exemplo simples de satisfação para os dias  atuais quando no Brasil temos mais de 13 milhões de pessoas desempregadas. Então para as pessoas que estão trabalhando, ao invés de queixarem deveriam agradecer. A  virtude da satisfação transformar o suor do teu trabalho em bênçãos!
 A paciência é a virtude que mundo atual necessita é importante para promover o desenvolvimento espiritual, e todo trabalho, toda relação com outro exige doses de paciência. Falta nos dias hoje a capacidade de saber o momento certo de ouvir  e o momento de falar ao próximo.
O que falta nos homens  é a virtude da grandeza do amor ao próximo.  Mesmo com tantas religiões e filosofias de vida  e espiritual apontando a necessidade do amor e do perdão como caminho da  salvação  para as almas , a  união espiritual , a paz profunda   tem permanecido distantes de muitos povos e nações. A magnanimidade ou grandeza da alma são as virtudes mais difíceis de alcançar pois exige o desprendimento das ilusões do plano material.

Para saber mais detalhes aconselho a leitura do Livro As Forças Zodiacais- Sua atuação na alma humana. Gudrun Burkhard- Antroposófica.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

ABORDAGEM DA ASTROLOGIA: CAUSAL E METAFÍSICA




Por Randler Michel 


Abordagens da Astrologia
 Ignotum per ignotius,     obscurum per obscurius.    ( O desconhecido através do mais desconhecido, obscuro através do mais obscuro.)  Velho ditado alquímico.

A  questão: “ como funciona a astrologia?” pode ser abordada dentro de várias estruturas.  A astrologia quando vista numa estrutura causal, há um vasto e crescente conjunto de evidências que podem apoiar a sua validade. O autor e astrólogo Stephen Arroyo, em seu livro  Astrologia, Psicologia e os Quatro Elementos,  editora Pensamento, nos presenteia com a abordagem causal.. 
Segundo os estudos a astrologia  pode ser explicada  sobre o ponto de vista do condicionamento cósmico, o que se refere aos campos eletromagnéticos, delicadamente equilibrados e existentes no sistema solar e que  interage com o homem. Ainda sim, o homem mudaria seus comportamentos mediante as constantes mudanças de vibrações nos campos eletromagnéticos, uma vez que os planetas se movimentam e alteram as vibrações destes campos. Tais mudanças que podem ser sinalizadas através da análise trânsitos planetários sobre os planetas no mapa natal.
Ainda segundo os estudos, numa teoria de causalidade, a formulação aceita é  de Glynn (1972), Ele escreveu sua tese doutoral sobre a teoria das ondas eletromagnéticas, afirmou que uma explanação causal plenamente científica, da astrologia, não está fora do nosso alcance.  Bom  , mais ainda há um longo caminho  para tentar tirar a astrologia do banco dos réus. Como estudioso, nunca enfatizei o interesse em provar em métodos científicos  sua  validade, até porque tenho a seguinte opinião formada sobre o assunto. Eu  uso a astrologia para o autoconhecimento, e as informações extraídas do meu mapa natal , mapa de progressão  já estão de bom tamanho; já me ajudaram a realizar as melhores escolhas na vida, todas foram bem sucedidas. Para mim, já é o suficiente. A astrologia é um saber, um conjunto de conhecimentos simplesmente impressionante e está aquém dos 12 signos do zodíaco.
Porém lendo a teoria de causalidade proposta Glynn, como uma possibilidade de explicar a astrologia. Ficou mais ou menos assim:
Posições planetárias causam: Mudanças no campo vibracional ( dentro do Sol); causam :  Efeitos de ondas de Marés  (dentro do Sol ) causam  : Explosões Solares  ( erupções de gás do Sol) que causam : Ventos Solares ( partículas, vindas do Sol , golpeando a Terra) que causam: Alterações no campo gravitacional da Lua ( e de demais planetas) que causam: Mudanças na Ionosfera ( camada ionizada acima da Terra) que causam: Ondas Alfas sobre a superfície da Terra, que causam: aceleração do nascimento de crianças e sensibilidade a uma determinada energia planetária ( efeito natal). Ainda as ondas alfas causam: mudanças emocionais nos seres vivos. ( efeito conjunção ). Até aqui, foi extraído do livro escrito no ano de 1975. Não tínhamos tanto avanço em tecnologias para o estudo das explosões solares.
Hoje a ciência já provou os efeitos nocivos das explosões solares; para todos os seres vivos na Terra: Deixo na parte final, alguns estudos já publicados sobre os efeitos das explosões solares.

 Abordagem Metafísica, teosófica da Astrologia:

No meu ponto de vista não se trata apenas das explosões solares, a força gravitacional da lua e das  energias cósmicas que são emitidas pelos demais planetas em nossa direção.
Após anos de estudos dos ensinamentos da AMORC e Astrologia confesso que a minha definição para astrologia é muita clara; abrange o campo da metafísica a qual seria a abordagem mais aceitável, ou talvez tolerável entre os estudiosos e apaixonados por este conhecimento tão intrigante e  creio eu que  não desaparecerá do mundo tão cedo.
A questão é que ainda não estamos acostumados com ideia que fazemos parte do universo.  As pessoas em sua maioria não tem noção do espaço que ocupa. Quando falamos em planetas olhamos para céu, como se os planetas não estivessem do nosso lado, como se Terra, não pertencesse ao espaço. Se sentirmos na pele o calor dos raios solares, nosso corpo físico também sente e recebe outras radiações e nossos demais corpos, também recebem as influências planetárias.
Agora  eu posso falar no quest. da questão, é que o homem só se interessou em estudar o seu plano físico, o plano material. Porém não somos constituídos apenas do corpo físico, temos ai o copo astral, Mental Inferior, Mental Superior, Buddhico e Atmico e outros. Friso: " Portando  ciência do homem ficou muito limitada  no campo denso, material, no que homem pode perceber com os seus cinco sentidos físicos."   Portanto tentar comprovar a  veracidade da astrologia  que está aquém, dos cincos sentidos não encontrarão resultados satisfatórios algum.  
A resposta  da astrologia está no seu legado, na raiz dos  conhecimentos da metafísica, da teosofia, conhecimentos deixados pelos povos atlantes, lemúricos e rosacruzes do passado.

Estamos em pleno século XXI, e o homem  agora  que começa a se acostumar com a ideia de realmente possuir copos sutis de energia, aura, chackras e campos de consciência distintos. Conhecimentos já praticados há mais de 3.000 mil anos A.C.

Voltando agora na abordagem da estrutura causal: 

Ah, se o de Glynn (1972) soubesse sobre essas pesquisas:

O Satélite Soho

Tido como uma das mais importantes ferramentas de monitoração, ele atua numa posição intermediária entre a Terra e o Sol, com a função de detectar as explosões na superfície solar e avisar com antecedência a chegada de tempestades radioativas ao nosso planeta.

Mudanças no campo geomagnético afetam sistemas biológicos

Estudos indicam que o sistema biológico humano pode ser suscetível às flutuações no campo geomagnético. Além disso, também já foi comprovado que pombos-correio e outros animais migratórios, tais como golfinhos e baleias, cujas bússolas biológicas internas são compostas de magnetita, sofrem dificuldades em relação à orientação, durante períodos de tempestades solares.
O uso do magnetômetro


O instrumento instalado em satélites, como o Soho, mapeia o campo magnético da Terra em detalhes e indica sua intensidade, direção e sentido, tendo como referência a magnetosfera. Ele é tão preciso que chega a detectar a ocorrência das auroras boreal e astral, antes mesmo de suas luzes serem observadas da superfície do planeta. Mas, além dos satélites, há anos existe uma rede desses equipamentos em países que monitoram constantemente o efeito do vento solar no campo magnético da Terra.

Paz Profunda. 
Dedico ao amigos e frateres roscacruzes: Douglas e Ivan Mir

domingo, 28 de agosto de 2016

Autoconhecimento: Os signos de curam

  
O estudo original está no livro Os signos que Curam de Ronnie Gale Dreyer da Editora Pensamento, aqui realizei algumas adaptações e acrescentei algumas palavras-chaves.

Temos aqui á disposição duas tabelas astrológicas com palavras-chave referentes a cada planeta e a cada signo do zodíaco. Se  no seu mapa astral  o Sol, que representa a vitalidade básica, a saúde e a personalidade, estiver em Capricórnio, é provável que você seja disciplinado,  estruturado e calculista em sua escalada para o topo. Se no momento do seu nascimento a Lua estiver nesse signo, suas emoções também serão caracterizadas pelos traços do signo de Capricórnio, serão expressas com reserva. Já Mercúrio estando em capricórnio no seu mapa favorecerá o desenvolvimento de uma mente disciplinada e um discurso reticente. Já a posição de Vênus em Capricórnio indica que você leal e digno de confiança; E assim por diante siga o fluxo analisando a  simbologia de cada planeta bem como simbolismo de cada um dos 12 signos do zodíaco. Correlacione as palavras-chave das tabelas: Para cada planeta o autor separou três palavras chaves que mais evidenciam a energia destes e o mesmo para cada um dos 12 signos do zodíaco:

Planetas
Palavras- chave dos planetas
Sol
Vitalidade, individualidade e ego.
Lua
Emoções, hábitos e condicionamento.
Mercúrio
Comunicação, inteligência e agilidade.
Vênus
Amor, beleza e criatividade.
Marte
Energia física, agressividade e coragem.
Júpiter
Expansão, abundância e prosperidade.
Saturno
Limitação, disciplina e medo.
Urano
Originalidade, independência e rebeldia.
Netuno
Espiritualidade, imaginação e imaturidade.
Plutão
Intensidade, poder e mistério.
 Tabela 1- Planetas e as palavras-chave
Signos
Palavras-chave
Áries
Direto, aventureiro, impaciente e agressivo.
Touro
Prático, estável, sensual e teimoso.
Gêmeos
Loquaz, esperto, inquieto e indeciso.
Câncer
Emotivo, protetor, evasivo e controlador.
Leão
Orgulhoso, ostensivo, criativo e dramático.
Virgem
Analítico, trabalhador, confiável e crítico.
Libra
Justo, harmonioso, belo e indiferente.
Escorpião
Intenso, inflexível, resistente e destrutivo.
Sagitário
Idealista, otimista, filósofo e arrogante.
Capricórnio
Perseverante, estruturado, ambicioso e intolerante.
Aquário
Sociável, excêntrico, objetivo e nervoso.
Peixes
Gentil, sensível ,  imaginativo e suscetível a vícios.
Tabela 2-  Os 12 Signos do zodíaco e as palavras-chave


Calcule o seu mapa: http://somostodosum.ig.com.br/mapa/